Conselho Nacional de Educação libera EAD no Ensino Médio

Segundo novas diretrizes, que ainda passarão por homologação do MEC, 20% do Ensino Médio diurno pode ser via EAD e 30% do noturno

0
Créditos: EBC

A Câmara de Educação Básica do Conselho Nacional de Educação (CNE) liberou, na quarta-feira 7, que 20% da carga horária do Ensino Médio seja feita a distância. Para alunos do curso noturno, a autorização chega a 30% e para a EJA (Educação de Jovens e Adultos), o texto permite 80% do currículo a distância.

Na primeira versão, apresentada em março, o texto do CNE apontava para a possibilidade de 40% do Ensino Médio diurno ser ofertado a distância, e 100% da EJA. O percentual foi reduzido após repercussão negativa.

cação Básica, via decreto 9057/2017. Após repercussão negativa, retrocedeu alegando erro na grafia do artigo que permitia a alteração.

Para o ex-presidente da Comissão Bicameral do Conselho Nacional de Educação, César Callegari, as novas diretrizes regulamentam a Lei do Ensino Médio de Michel Temer. “Sempre me opus a essa proposta por entender que ela subtrai direitos dos estudantes e precariza ainda mais a educação brasileira”, declarou.

Ele também afirma que as novas diretrizes permitem que trabalhos voluntários e comunitários, inclusive em igrejas, sejam contados como currículo, além de abrir caminhos para a privatização da educação pública. “Vivemos tempos difíceis para a educação e para o Brasil, precisamos resistir”, declarou.

www.cartaeducacao.com.br